encontro para debater e esclarecer informações, não de caráter resolutivo ou definitivo, pois a decisão do Executivo Municipal de Tupanciretã está atrelado a recomendação do Ministério Público

Buscando aproximar os comerciantes de Tupanciretã ao entendimento sobre as normativas da quarentena, que nesta segunda-feira, dia 30, o Executivo Municipal juntamente com a Associação Comercial e Industrial de Tupanciretã, através de Jader Gaklik, Presidente da entidade, reuniram donos e gerentes de empresas da cidade para proporcionar um diálogo mútuo e elencar uma percepção, de ambos os lados, para pontos relativos à saúde e à economia do município. A reunião foi feita na Casa de Cultura para evitar a proximidade entre os presentes.

Inicialmente o Prefeito Municipal, Carlos Augusto Brum de Souza, fez um apanhado geral da situação do Município com relação ao COVID 19, salientou que, caso haja um caso grave do novo coronavírus, Tupanciretã ainda não terá condições de atendimento, segundo ele, esta é uma situação que o Município está querendo evitar, por mais que tenha sido comprado um respirador, que está por chegar, e está sendo providenciado mais um, ainda assim, será possível atendimento apenas de um caso grave. Pois o HCBT nunca teve e não tem condições de manter uma UTI. O prefeito ainda pediu a compreensão para uma decisão extremamente difícil e de pressão que este enfrentamento tem provocado aos chefes de Executivos Municipais.

Jader Gaklik, salientou que a ACIT está se adequando as divergências entre as suas entidades superiores, como a Fecomercio, a Federasul, CNDL e CDL Poa que estão com discordâncias entre si. O presidente da ACIT, afirmou que a entidade vem mantendo um diálogo constante com o Executivo Municipal avaliando a situação e buscando meios para amenizar as dificuldades das empresas locais, como por exemplo o pedido de prorrogação para o pagamento de taxas públicas municipais.

Diferentes empresários foram ouvidos nesse encontro os quais expuseram a sua percepção diante do contexto, alguns apontando positivamente para mais uma semana de distanciamento social, e outros para a flexibilização do comércio. Além disso, algumas sugestões foram apontadas por alguns empresários, as quais serão avaliadas e posteriormente autorizadas e dispostas em decreto.

O Secretário Municipal de Saúde, Ezequiel Cella, também fez as suas considerações, após apontamento na reunião sobre o H1N1 ser mais letal que o novo Coronavírus, Ezequiel afirmou que não tem como comparar, pois o H1N1 surgiu e já havia medicamento que promovia a cura dos pacientes, o conhecido Tamiflu, já o novo coronavírus, além de ser altamente contagioso não existe medicamento que combata o COVID 19.

Após as explanações e pronunciamentos, o Prefeito Municipal informou que que qualquer medida que vier a acontecer, segundo ele, o Prefeito e o Secretário Municipal da Saúde é que serão responsabilizados. Concluiu agradecendo a presença de todos, e considerou este encontro como um momento para debater e esclarecer informações, não de caráter resolutivo ou definitivo, pois a decisão do Executivo Municipal de Tupanciretã está atrelado a manifestação do Ministério Público do Estado sobre a flexibilização do comércio, que segundo ele, deverá se manifestar entre hoje (30) e amanhã (31).

Data de publicação: 30/03/2020

Créditos das Fotos: Assessoria de Imprensa PMT - Fernanda Malheiros

Compartilhe!